terça-feira, abril 01, 2014

Os acertos da maratona.

Maratona de Santa Catarina
A paciência de tomar um banho e seguir em frente!

Hora de falar da parte boa. Contar onde acertei durante a minha estreia na maratona.

Em primeiro lugar, tive paciência, soube entender e respeitar meus limites. Acho que isso foi o ponto mais importante durante a minha preparação. Aceitei o desafio de encarar a maratona com uma lesão no joelho, eu precisava treinar e poupar o corpo ao mesmo tempo.

Antes de me machucar, já estava acostumado com paces próximos a 5:00/km, algumas vezes pra mais, outras para menos. Durante o treino para a maratona, eram raras as vezes que o ritmo fugia de 6:00-6:30/km. Tem que ter muita paciência pra correr com freio de mão puxado.

Mas ninguém me tira da cabeça que meu maior acerto, foi a estratégia de tempo, ou melhor, a falta dela. Apesar da tentação, resisti, e não estipulei um tempo para concluir a prova, a meta era concluir a prova, e só!

Quando comecei a sentir as cãibras, lá no km 27, consegui manter a calma e aceitar tranquilamente as caminhadas emergenciais, só pensava em continuar em frente, sem me importar com o ritmo. Psicologicamente consegui me manter forte do início ao fim, e mesmo no momento que o físico não aguentou mais, a cabeça levou o corpo até o fim.

Uma maratona não é um teste físico, ninguém precisa testar o óbvio, por melhor que você corra, vai terminar com dores por todo corpo. A maratona é um teste mental, uma prova psicológica, é como você pensa os 42.195m que fazem a diferença no final. Pense nisso!

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...