quinta-feira, fevereiro 02, 2012

Treinos na palma da mão

Treino na Mão

Uma das coisas mais importantes para sonhar alto e viabilizar a realização desse nosso Projeto, foi a procura por uma orientação técnica e profissional para nossos treinos.

A um ano atrás, quando eu ainda não corria, se alguém me perguntasse o que era uma Assessoria Esportiva?, eu certamente não saberia responder, ou responderia uma bobagem. Mas o mundo dá voltas, e hoje os grandes desafios que tenho pela frente dependem e muito desse trabalho.

Em meados de agosto do ano passado, após duas corridas em que acabei com dores no joelho, comecei a me frustar, por treinar e não ver os resultados aparecerem. A empolgação e satisfação inicial, que vinham com a sensação de estar evoluindo logaritmicamente nos 3 primeiros meses, começavam a dar lugar a um sentimento de impotência e frustração ao ter que aguentar dores e ver os tempos piorarem.

Depois de me aconselhar com o amigo e triatleta, Paulo Henrique, vi que minha única saída era buscar a ajuda de uma Assessoria Esportiva e receber as orientações corretas de treinamento. Foi então que procurei a Mariana Andrade e a New Pace, a mesma Assessoria do Paulo.

A primeira impressão é de que são as mesmas planilhas e métodos que todo mundo vê em revistas como a Runners World. Mas ao terminar a primeira semana de treinos, já se pode ver que não é a mesma coisa, pois tem alguém interessado em seu Feedback e preocupado em fazer com que a próxima semana seja melhor.

Hoje, depois de 5 meses de acompanhamento da Mariana, posso garantir que seguir o conselho do Paulo, foi uma das coisas mais certas que eu e a Juliana já fizemos desde que começamos a correr.

Nesse período, já quebramos nosso recorde nos 10km duas vezes, e os próprios treinos ficaram mais “divertidos” e “viciantes”. Hoje temos muito mais condicionamento e confiança para correr.

No final de novembro, quando esboçamos o Projeto Casal 21k, escolhendo as 3 meias maratonas que pretendemos fazer, o primeiro passo e mais importante, foi passar um e-mail para nossa “coach”, para saber se existia possibilidade de sairmos do estágio em que estávamos, para correr uma meia-maratona em março de 2012. Ainda bem que a resposta dela foi…..”- vamos lá, afinal não é todo dia que se pode correr uma meia-maratona em Nova Iorque”

Agora os treinos estão literalmente na palma da mão, e a cada planilha que passa estamos mais próximos e prontos para cumprir nossos desafios.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...