sábado, junho 04, 2011

Um X-Run, e muitas X-Tórias

248191_220731407956594_100000592106666_817303_5226384_nSem dúvidas foi uma aventura para ficar na história. O X-Run 60k que ocorreu entre trilhas e praias paradisiacas de Garopaba e Imbituba, foi um desafio e tanto, mas incrivelmente recompensador, é impossível não sentir-se orgulhoso de participar de uma aventura dessas.

Apesar de ter uma quantidade modesta de participantes, o clima era de total motivação e alegria. Os que estavam lá mostraram que a paixão por corridas e aventura, está essencialmente na vontade constante de superação pessoal.

DSCF2098Meus trechos como já tinha colocado aqui no Blog, foram os trechos 2 e 5. E logo no primeiro km do trecho 2 quase cometo um erro fatal, errei o caminho e passei pela entrada para a trilha e por pouco não vou parar bem longe do meu destino. Por sorte, fui avisado logo depois, e tive que voltar uns 100 metros para retomar o caminho correto.

Depois desse trecho plano, vinha uma trilha mato a dentro, com uma subida ingreme que quase me fez repensar a vida de atleta, cheguei em um ponto que tive que parar e pensar se conseguiria completar, até os fones de ouvido que estava usando tive que tirar, pois a exaustão causada pela subida foi tamanha que qualquer coisa me tirava a concentração. Nesse momento de cansaço supremo, escutei de um outro corredor que lutava contra a subida também, uma frase que certamente marcará pra sempre minha vida de corredor: – Vâmo, Vâmo, a dor e o cansaço são só agora, o DESISTIR É PRA SEMPRE! – Serei eternamente grato por aquela frase, na hora certa e no lugar certo.

Dali pra frente, foi completar a subida com paciência e concentração e se divertir morro abaixo, numa correria que o maior desafio foi evitar sair rolando pela trilha, e quando escutei a festa da Jú que me esperava no posto de troca senti que ali eu tinha sido batizado em corridas de aventura.

O meu segundo trecho, o trecho 5, foi realmente o maior desafio da minha vida até hoje. Um percurso todo em estrada de terra, e com duas subidas de tirar o fôlego, LITERALMENTE. E além de ter que enfrentar as subidas e o cansaço, outro adversário foi o sol e calor, afinal fiz este trecho ao meio dia.

Pra fazer este trecho, e completar sem problemas, resolvi fazer uma corrida segurando um pouco no trecho plano inicial, e caminhando rápido nas subidas, tentando ganhar tempo nas descidas e no trecho plano de retorno. Fui pior que imaginava nas subidas, o que comprometeu meu tempo (11,1km em 1h18min), mas completei vivo, e satisfeito.

Tenho que agradecer e muito aos meus companheiros da Equipe Correndo Atrás – Carla, Renato, Juliana, Laércio (Staff) e Marta (Staff), por compartilhar um dia realmente de tirar o fôlego.

As histórias são muitas, e não cabem em um Post. Eu e a Jú, ainda não paramos de contar cada detalhe da prova, cada passo foi uma X-Tória inesquecível.

Clique nas imagens para ver em tamanho maior.

DSCF2089DSCF2176DSCF2180DSCF2188DSCF2202DSCF2208DSCF2213DSCF2214DSCF2228DSCF2235DSCF2250DSCF2291DSCF2307DSCF2331DSCF2341DSCF2378DSCF2382DSCF2397DSCF2405DSCF2421

O X-Run aconteceu no dia 28 de maio de 2011, e só consegui escrever o Post hoje, mas não podia deixar passar em branco.

Meus tempos:

Trecho 2  - 5,9 km – 36min – Trecho 5 – 11,1km - 1h18min

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...