segunda-feira, março 24, 2014

De maratonistas a pais, a próxima meta.

Eu+Ela=Nós
Eu+Ela=Nós

Ao cruzarmos a linha de chegada da nossa primeira Maratona, um ciclo de nossas vidas se encerrava. Dois anos antes, a Juliana falava que no máximo correria 10km, não via necessidade de ir mais longe. Pra mim a meia maratona era o máximo onde poderia chegar. Mas correr vicia galera, e só saciamos a vontade quando chegamos neles, nos 42km.

Correr é bom, correr com quem se ama é melhor ainda. E foi essa parceria cercada de endorfina que serviu de base para que pudéssemos ter vontade e garra até o fim.

Mas a vida tem que seguir, e a Maratona foi o ponto de mudança que escolhemos para nossas vidas. Antes mesmo de começar toda essa jornada, já tínhamos decidido que o próximo desafio, a meta após a linha de chegada da maratona, seria a maior de nossas vidas. Depois de maratonistas, queríamos ser PAIS.

O desejo se cumpriu tão rápido quanto uma prova de 5km, e em pouco mais de um mês, a Jú já estava grávida.

Hoje com 22 semanas, vivemos a apreensão e expectativa natural de pais de primeira viagem. Mas é incrível como a experiência que vivemos, nos trouxe lições que se encaixam em vários momentos dessa nova fase. A paciência, a necessidade de se preparar, a disciplina em prol de um objetivo, são ensinamentos que uma maratona traz e nunca mais se apagam.

A corrida continuará nas nossas vidas, e depois de tudo que aprendemos é inevitável acreditar que o esporte é um dos bons caminhos que queremos colocar na vida da nossa filha. Independente de acertos e erros que são comuns a todos país, e não fugiremos a regra, a vontade de servir como exemplo de uma vida saudável e ativa, será nossa meta daqui pra frente.

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...